Como Viúva de Ferro virou um dos meus livros favoritos da vida?

A própria história da autore revela muito sobre o que essa história representa, e quando nos agradecimentos, elu diz: “…que me apoiou durante todo o tempo em que eu me transformava de uma estatística a uma sobrevivente forte o bastante para escrever esta história.” Forte, né?

O que eu gostei:

Cenas de luta, representatividade (tanto autoral, quanto dos personagens), construção da história embasada na cultura, história e mitologia chinesa, ambientação distópica em lugares reais/atuais e uso dos elementos da natureza e do taoismo para desenvolvimento não apenas das lutas, mas também para a evolução da percepção da personagem principal. 

Todos os elementos que compõe o livro são muito bem amarrados dentro do contexto da história, e tem alguns “easter eggs” históricos muito legais no desenrolar, como: o nome da personagem principal, Wu Zetian, é o nome da Imperatriz Wu, que foi a única mulher na história da China que ocupou o trono imperial. Ao fazer essa leitura, pesquise muito sobre todas as criaturas e lugares, como os hunduns (criaturas mitologicas) ou dinastia Tang (pertencente à dinastia que havia reunificado a China entre 581 e 618). Até mesmo o nome que se dá ao país no livro, Huaxia era um termo usado na literatura chinesa histórica e muitas vezes usado para representar a China e a sua civilização.

Tudo sobre esse livro é incrível, mostra um conhecimento, aprofundamento e amarração de desenvolvimento e contexto maravilhoso por parte de @xiranjayzhao. Inclusive, elu já confirmou que terá continuação e escreveu no Goodreads: “Be careful what you wish for because you just might get it in the worst way possible“, especula-se que o nome (em inglês) será Heavenly Tyrant. 

O que não gostei:

Não acredito que seja algo que onere na história ou atrapalhe o desenvolvimento, que inclusive até pode ser um ponto sobre tradução ou ser explicado na continuação. Porém, alguns momentos pareceram que foram desconectados da história e não situaram direito o porquê dos personagens estarem indo para determinado lugar, a cena já corta eles no lugar. Mas pensando em tudo que citei acima, não tem como tirar absolutamente NADA dessa história, queria poder dar mais estrelas.

IMPORTANTE: Se a sua expectativa é ler romance, você não encontrará isso aqui. O relacionamento dos personagens é tratado de forma superficial e somente para entonar o emponderamento da personagem. Não se deixe enganar por fanarts ou resenhas que vendem um triângulo amoroso ou trisal. O foco da história é na luta pela libertação como ser humano e para sermos e nos relacionarmos como quisermos, visto que o patriarcado nos colocou em estruturas e de relações que favorecem os homens no domínio da família, como o pai/marido mantendo a autoridade sobre as mulheres e as crianças.

“Não é meu dono. Ninguém é. Podem achar que são, mas não importa o quanto me xinguem, me ameacem ou me espanquem, jamais vão conseguir controlar o que se passa na minha cabeça, e acho que isso lhes causa uma frustração sem fim.”

Se ler, me chama pra surtar ❤

Como funciona o Kindle Unlimited e Indicações de Leituras

✨ O que é o Kindle Unlimited?

Kindle Unlimited é um serviço de assinatura da Amazon que oferece acesso ao empréstimo uma grande seleção, sendo possível emprestar de até 10 títulos de uma vez sem datas de devolução. Se você nunca usou o Kindle Unlimited, é possível fazer uma avaliação gratuita de 30 dias. Ao final do período de teste gratuito, sua assinatura será automaticamente convertida para uma assinatura mensal paga, que hoje custa R$ 19,90 e eventualmente fica pelo valor promocional de R$ 1,99 por 3 meses. É possível assinar o serviço e ler não apenas no e-reader da Amazon, mas também pelo aplicativo Kindle disponível para download em celulares, tablets e computadores.

São mais de 700k títulos disponíveis entre livros, hqs e revistas.

✨ O Kindle Unlimited compensa?

Se o serviço compensa, variará conforme a disponibilidade financeira e seu hábito de leitura. Por exemplo, caso você invista mensalmente em novos livros pode ser uma possibilidade economizar e ter uma opção mais sustentável, ou, optar por colecionar títulos físicos que você considera imprescindíveis em sua coleção (uso da segunda opção, hehe).

✨ Aqui alguns dos meus queridinhos que li pelo Kindle Unlimited:

📌 Long Shot (e os demais livros da série) – Kennedy Ryan
📌 Harry Potter (sim, tem todos eles) – JK Rowling
📌 Drácula (tem clássico também) – Bram Stoker
📌 Cretino Abusado (eu recomendo esse todo dia) – Penelope Ward e Vi Keeland
📌 Birthday Girl (pra você começar a ler minha favorita) – Penelope Douglas
📌 O Silêncio das Águas (se nunca leu nada da Brit, vem se apaixonar) – Brittainy C Cherry
📌 Tudo que Quero (vou fazer meu jabá) – Jaqueline Roiz
📌 Bocas Costuradas Não Contam Histórias (tem suspense também, bebê) – Luisa Borges e Ana França

Gostou das dicas? Me conta nos comentários!

Qual Kindle escolher?

Conteúdo atualizado em 27/09/22.

Agora que você sabe que o Kindle vale a pena, se não volte 5 posts, mostrarei a diferença entre eles e quais eu já usei e qual foi meu upgrade recente.

Relembrando que ler no Kindle tem 4 vantagens principais, além das pessoais:

  1. Sem reflexo sob qualquer iluminação, principalmente do sol. É como se você estivesse lendo no papel.
  2. Recarregue com uma frequência menor e não fique preso a uma tomada. Uma única carga pode durar semanas, não dias.
  3. Mais leve que um livro físico.
  4. A luz embutida direciona para a superfície da tela, diferente de tablets e celulares que emitem luzes direcionadas aos nossos olhos (mesmo no modo noturno).

Dito isso, vamos às comparações de modelos e preços:

Fonte: Amazon, Setembro, 2022

Meu primeiro dispositivo foi a versão mais simples (10.ª geração), na época as versões além dele eram apenas o Paperwhite e o Oasis. Foi fácil decidir, já que com uma economia de R$ 100 a única diferença entre ele e o Paperwhite era ser a prova d’água, não era um feature que importava para mim naquele momento.

Em 2021, a Amazon lançou dois upgrades de Paperwhite, uma versão com a tela maior (de 6 para 6,8 polegadas (ca. 17 cm)) e mais leds na iluminação. Mas, eles lançaram também uma versão Signature Edition, onde o Paperwhite só tem a versão de 32 GB e carregamento sem fio (feature que o grande Oasis não possui).

Na minha percepção, para quem pode investir em um dispositivo mais poderoso, o Novo Kindle Paperwhite Signature Edition é a melhor escolha em comparação entre ele e o Oasis. O Oasis ainda não possui carregamento por contato e como diferencial entre o Signature Edition tem botões de virada de página, que, a meu ver, são desnecessários já que o manuseio de botões torna a vida útil dos aparelhos mais curta e a tela é sensível ao toque.

Neste ano de 2022, a Amazon lançou o Novo Kindle 11ª Geração, onde a diferença para seu antecessor é a tela com o dobro da resolução (de 167 para 300 ppi) e a capacidade que dobrou para 16 GB. É a mesma resolução de tela dos posteriores, inclusive.

Se você já tem um Kindle 10ª Geração e deseja fazer um upgrade, a minha sugestão é investir em modelos posteriores (Paperwhite) em diante. Se é um primeiro Kindle, o 11ª Geração super atende a necessidade de qualquer leitor, vai te proporcionar as 4 vantagens que mencionei no início por um ótimo custo benefício, e sim, não vale a pena economizar nesse caso os $50 de diferença para o 11ª.

Espero ter ajudado, mas se mesmo assim ficar com dúvida me manda uma mensagem lá no Instagram. Se quiser saber mais sobre o meu Kindle atual, aqui nesse post tem um mini compilado com as minhas impressões.