Qual a diferença de New Adult e Young Adult?

A diferença básica entre os gêneros está, não só na faixa etária dirigida à leitura, como também a idade dos personagens na história. Esse gênero pode estar inserido em histórias distópicas, de fantasia, romance, terror, enfim… o drama dos personagens pode estar inserido em diferentes contextos. Nesse post indicarei também alguns de cada gênero que eu adoro ❤

Young Adult

Os YA, ou Young Adults, são direcionados ao público que está aproximadamente na faixa dos 14 a 20 anos, e a complexidade da trama envolverá essa faixa etária, por isso eventualmente se você for um leitor mais velho, pode achar os personagens imaturos ou com atitudes que te deixem impaciente. Mas compreender um pouco o universo do personagem e sua idade já dá pra começar a leitura com expectativas dentro da possibilidade sobre a trama e quais dramas e problemas da idade serão tratados na história.

Os conflitos, normalmente, giram em torno da busca por sua identidade, inicio de relacionamento, problemas familiares, descobrimento da sexualidade, e, por isso podem vir acompanhados de alguns gatilhos para bullying, violência, doenças mentais, consumo de alcool e drogas, entre outros.

Alguns YA que são 5 estrelas favoritados para mim são:

New Adult

Essas histórias conectam personagens com mais de 20 anos, que já estão na faculdade ou terminaram, estão ingressando no mercado de trabalho. Comumente se passam em ambiente universitário e abordam momentos intensos e dramáticos quando estamos nessa fase, em alguns casos as pessoas se casam, tem filhos e muitos dramas circundando esses acontecimentos.

Durante a transição do final da adolescência para um jovem adulto rolam nas histórias descrições mais explícitas de violência, abusos, sexo e transtornos. O que pode ser gatilho para algumas pessoas também.

Alguns NA que são 5 estrelas e favoritados para mim são:


Ou seja, a grande diferença entre os gêneros YA e o NA é a visão de vida e mundo do personagem, pois no NA ele já adquiriu certa experiência de vida, mas ainda não é completamente maduro.

No meu Instagram ou Skoob tenho opinião de cada um desses livros, vai lá conferir ❤

Porque tem homem seminu nas capas de romance?

Quem nunca julgou um livro pela capa que atire a primeira pedra, não é mesmo? Julguei muito até eu me apaixonar pelas histórias que: de pessoa nua muitas vezes não tinha era nada.

Não encontrei nenhuma fonte segura que afirmasse de onde surgiu o costume de livros Young e New Adult, terem normalmente na capa com um belo homem de torso nu. Mas, percebi haver alguma resistência de algumas pessoas ao gênero por conta disso e o mesmo acontece com romances de banca, que sempre foram marginalizados e tratados como pornografia. E você sabe que isso advém do machismo e patriarcado? Mulheres não podiam ser autoras num passado não muito distante, século 19 e do início do século 20, elas usavam pseudônimos masculinos e suas histórias eram publicadas em folhetins e brochuras vendidas em bancas, livraria não era para elas.

E o que hoje chamamos de romance clichê tem muitas semelhanças com o romance de banca: são livros escritos (na maioria dos casos) por mulheres, tratam especificamente sobre amor e como esse sentimento pode ser transformador para ambos ou para o mocinho. Conflitos nesse desenvolvimento que podem levar a bad da mocinha ou de ambos, são livros que realmente as pessoas se entregam ao sentimento e se envolvem completamente com a pessoa que se torna redentora desse sentimento.

Um dos motivos das capas serem tão pouco desenvolvidas é o baixo custo que elas proporcionam, são facilmente encontradas fotos em banco de imagens de homens bonitos e bem vestidos (ou não) devendo elas sugerir que é uma publicação direcionada ao público feminino. Embora eles contenham cenas hot, não é nada que fuja da trama central da história e não tenham os plots que amamos.

O ditado de não julgar o livro pela capa é primordial aqui, eu sempre trago opiniões e resenhas de livros com essa capas e me surpreendi positivamente com a leitura, algumas autoras campeãs nesse tipo de capa e tem histórias ótimas são:

Meu Querido Meio-Irmão
Penelope Ward

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ 

Não tem incesto nesse livro, importante ressaltar! Esse livro é o primeiro de uma série (que continua com Querido Vizinho e Jaded and Tyed, esse último não publicado em português), a história me prendeu completamente, li em poucas horas. A história inteira é intensa e real.

Vergonha
Brittainy C Cherry

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ❤

Me faltam adjetivos para essa história, a Brittainy parece que pegou tudo que eu vivi e escreveu um livro. Morri de chorar mas passo bem ❤ Com amor ou sem, terminar um relacionamento já é muito difícil por si só, mas, sempre vai ter alguém para julgar e te colocar como errada na situação ou como alguém que não se esforçou para manter aquilo. Existe uma cobrança muito grande sobre as mulheres para manter seus casamentos e que quando estes terminam, ficamos maculadas por isso. É barra! Quando envolve religião então, meu pai!

Long Shot
Kennedy Ryan

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ❤

Pode conter gatilhos para: violência, abuso sexual/psicológico e estupro.
É uma história pesada, então se você realmente tem sensibilidade com os gatilhos, não leia. Os pensamentos da personagem no final do livro são tão esclarecedores para quem não entende porque a vítima simplesmente não vai embora. Quem passa por uma situação de violência e vulnerabilidade vive uma realidade dura contra a família, a sociedade e principalmente, com o sistema.

Como é difícil para uma vítima falar sobre isso, não só com um amigo mas também com um profissional, como elas se sentem sujas e não merecedoras de apoio, muitas vezes. Não julgue nunca essas mulheres, ajude essas mulheres!

Nenhum Príncipe
Stevie J Cole e LP Lovell

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ 

Demorei um pouco para me apegar a história e aos personagens, mas quando apeguei não queria mais largar. Amo histórias com personagens secundários marcantes, engraçados e Hendrix, o irmão de Zepp, é mais que engraçado. Uma pena Jonathan ter aparecido só no final, ele era TU-DO! Ótima leitura pra quem quer iniciar no dark e se acostumar com vândalos e o submundo.

Herdeiro Rebelde
Penelope Ward e Vi Keeland

⭐ ⭐ ⭐ ⭐

Faltou pouquíssimo para esse livro não ser um 5 estrelas do gênero. Ele tem uma continuação que se chama Coração Rebelde, tem bad boy, redenção, um plot que eu fiz MAS É O QUE?! E o melhor, as mocinhas dessas duas autoras nunca são coitadinhas quebradas, são sempre umas garotas fortes e destemidas, eu amo demais.

E você, já deixou de dar oportunidade para um livro pela capa? Ou, já se surpreendeu positivamente com um livro que tinha capa ruim? Me conta aqui!

O que é um livro clichê?

Frequentemente recebo pedidos de “livros para tirar da ressaca” ou “livros com histórias leves/fofas”, e, eu sempre indico um livro clichê nessas ocasiões por um simples motivo: o livro tem contexto, ou seja, tem desenvolvimento, momentos divertidos e redenção, mas você já sabe como aquela história vai se desenvolver. A graça de ler livros assim é justamente a leveza, não necessita de grandes enredos com grandes plots, é um livro para te deixar de coração quentinho.

Já vi algumas pessoas falarem sobre clichê como se fosse uma literatura ruim e sem originalidade, por conter elementos previsíveis. Acredito que há livros para cada ocasião e momento, e embora tenham um ou outro clichê, muitos conseguem construir uma trama única ou inusitada com uma narrativa simples.

Vou deixar algumas recomendações de clichês que gosto muito e recomendo sempre que possível:

Cretino Abusado
Penelope Ward e Vi Keeland

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ❤

Esse é o campeão de indicações por mim e sempre, em todas às vezes as pessoas vêm me dizer que amaram e que realmente não esperavam muitas coisas que acontecem na história. Esse livro é o primeiro de uma série que tem ótimas histórias, e esse é meu favoritão. Ele é divertido, tenso e hot na medida certa. Tem uma reviravolta muito legal e tem um bichinho de estimação pra lá de inusitado. O clichê dele? “Las Vegas”, só leiam e me contem depois.

Amante Britânico
Penelope Ward e Vi Keeland

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ❤

Sim, outro livro dessas duas e da mesma série, que são de histórias independentes, e eu amo esse casal demais. Eu morro em histórias com crianças e nesse tem uma mãe (maravilhosa) solo e um doutor maravilhoso. O clichê desse? “Sublocação”, um mocinho bem humorado e amoroso, a mocinha é super certinha e careta, ingredientes ótimos para uma história deliciosa.

Mirrors
ZoeX

⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ❤

Quer uma história que a química do casal demora para se dissolver e acontecer, o foco da história é muito sobre como ambos superam e lidam com as cicatrizes de sua vida? Esse é o livro. O clichê desse aqui é “Sugar Daddy”, embora o Owen nem seja tão daddy assim. As cenas são muito bem escritas, principalmente as hot, sou suspeita, pois, AMO a Zoe e o primeiro livro desse, que também é uma série (também de histórias independentes) Mar Aberto é uma delícia de história.

Engano Irresistível
Vi Keeland

⭐ ⭐ ⭐ ⭐

Confesso que quando vi que o nome do personagem principal é Caine West e músico me deu um pequeno bode (desculpa, Kim!), quaaaase desisti da história (mas ainda bem que não!). Me surpreendi positivamente sobre esse livro que tem uma tensão que se dissolve aos poucos. Tem uma história de superação muito foda que, mesmo quando você entende o que vai acontecer do meio para o fim, o desenrolar é muito bem escrito e te prende até o final. Um ótimo roteiro! O clichê desse é “crush professor e aluna”, já viu então.

Irresistíveis
Christina Lauren

⭐ ⭐ ⭐ ⭐

Irresístiveis é uma série da dupla maravilhosa Christina Lauren, então, para que vocês não cometam o mesmo erro que eu, vou listar a sequência:

Cretino Irresistível, Cretina Irresistível, Estranho Irresistível, Paixão Irresistível, Playboy Irresistível (Will obrigada por existir), Noiva Irresistível, Sempre Irresistível, Surpresa Irresistível (Niall tudo na minha carreira), Chefe Irresistível e Irresistíveis.

Todos os casais aparecem nessa sequência e é inevitável se envolver com todos eles e torcer por eles. Mesmo sendo o último livro, deu para entender mesmo assim, mas meio que reli depois da série para entender onde estavam os personagens e poder reagir a Will e Hannah e Niall e Ruby como eles mereciam (que foram meus casais preferidos).

Espero que essas dicas ajudem você a sair da ressaca e rir bastante com esses personagens assim como foram para mim.